Ano 2013
Recessão é quase o dobro das previsões do Governo PDF Imprimir e-mail
16-Jan-2013

PROJECÇÕES DO BANCO DE PORTUGAL

A CGTP-IN salienta o facto do próprio Banco de Portugal rever em baixa as suas anteriores projecções, pois «em Outubro previa uma recessão de -1,6% enquanto o Governo continuava a afirmar que haveria uma retoma do crescimento económico no segundo trimestre de 2013.» Para a Central foram as medidas de austeridade contidas no Orçamento de Estado para 2013 que levaram o banco central a alterar baixar o valor para o crescimento económico.

Ver comunicado de imprensa da CGTP-IN

 
Cimeira da Frente Comum exige outra política e outro governo PDF Imprimir e-mail
15-Jan-2013

DEFENDER OS SALÁRIOS, PENSÕES, DIREITOS E AS FUNÇÕES SOCIAIS DO ESTADO

frentecomum_web.jpg A Cimeira de Sindicatos da Frente Comum considera que «é vergonhosa a postura do Governo e dos seus 10 ministros e 5 secretários de Estado» que participaram na elaboração do relatório do FMI recentemente realizado, «onde inclusivamente se detectam mentiras, erros e manipulação da informação nos dados fornecidos». Na resolução aprovada pela Cimeira, a Frente Comum afirma que o Governo procura agora «pedir a cobertura do FMI que elaborou um relatório cujas medidas representam mais uma etapa no terrorismo contra as funções sociais do Estado e os trabalhadores.»

Ver resolução 

 
FMI propõe a destruição do Estado e o aumento da recessão PDF Imprimir e-mail
14-Jan-2013

ESTUDO DE EUGÉNIO ROSA, ECONOMISTA

Eugénio Rosa, economista e colaborador da Frente Comum de Sindicatos da Administração Pública, afirma que no estudo recentemente divulgado pelo FMI são utilizados dados incorrectos e defendidas medidas neoliberais que, a serem levadas à pratica, destruiriam as funções sociais do Estado e lançariam o país numa recessão maior. Na análise ao documento do FMI, Eugénio Rosa afirma estarmos perante «um “pacotão” de medidas que, aplicadas, destruiriam os sistemas públicos de saúde, educação e segurança social e lançariam o país numa recessão económica ainda maior.»

Ver estudo de Eugénio Rosa

 
Frente Comum repudia brutalidade PDF Imprimir e-mail
11-Jan-2013

RELATÓRIO DO FMI

anaavoila.jpg A Frente Comum de Sindicatos da Administração Pública considera que o relatório do Fundo Monetário Internacional (FMI) divulgado na passada quarta feira, 9, constitui uma brutalidade contra os trabalhadores, particularmente e de novo contra os trabalhadores da Administração Pública. Ana Avoila, coordenadora da Frente Comum, lembrou em conferência de imprensa que a paternidade das medidas propostas no documento não podem ser apenas atribuídas ao FMI, pois trata-se de um estudo feito a pedido do Governo.

Ver notícia com video do Jornal Público

Ler mais...
 
Trabalhadores contestam fim do transporte PDF Imprimir e-mail
08-Jan-2013

CÂMARA MUNICIPAL DE COIMBRA

dscn0610-net.jpgOs trabalhadores dos sectores da higiene e dos jardins da Câmara Municipal de Coimbra protestam contra um despacho do Director de Departamento da autarquia que elimina o transporte de pessoal. O STAL lembra que a cedência de transportes foi aprovada há mais de duas décadas pelo executivo camarário, aquando da mudança de instalações daqueles dois serviços e com o objectivo de colmatar a carência de transportes públicos, pelo que a decisão agora tomada impede na prática os trabalhadores de se deslocarem para os seus postos de trabalho.
Ler mais...
 
<< Início < Anterior | 21 22 23 24 25 26 | Seguinte > Final >>

Resultados 226 - 232 de 232
SEDE NACIONAL
Lisboa

Rua D. Luís I, 20 F
Tel: 210958400 | Fax: 210958469
Este endereço de e-mail está protegido contra spam bots, pelo que o JavaScript terá de estar activado para que possa visualizar o endereço de e-mail
©2012 STAL, todos os direitos reservados.