Câmara de Viana do Castelo avança com despedimento colectivo de 11 trabalhadores PDF Imprimir e-mail
12-Jun-2013
O STAL acusa a Câmara de Viana do Castelo de ter feito o despedimento colectivo de onze trabalhadores, alguns dos quais exerciam funções há cerca de dez anos.  
 
A Direcção Regional de Viana do Castelo, esclarece que em causa estão nove técnicos superiores e dois nadadores salvadores que integravam a Divisão de Educação, Desporto e Qualidade de Vida da Câmara.

A autarquia usou expedientes para prolongar o mais possível o vínculo precário destes trabalhadores, das piscinas municipais, com recurso a falso recibo verde e contrato a termo, em postos de trabalho que eram permanentes. Usou e abusou do esforço, dedicação e profissionalismo destes trabalhadores, criando, até aos últimos dias do termo dos contratos, expectativas de conversão dos seus contratos a termo em um vínculo de trabalho efectivo.

A Câmara de Viana do Castelo contratou serviços de desporto para as piscinas municipais a uma empresa de trabalho temporário por 74.900 euros, a executar durante 263 dias, em circunstâncias humilhantes para os trabalhadores, pela subcontratação destes a uma empresa de trabalho temporário.
 
< Artigo anterior   Artigo seguinte >
SEDE NACIONAL
Lisboa

Rua D. Luís I, 20 F
Tel: 210958400 | Fax: 210958469
Este endereço de e-mail está protegido contra spam bots, pelo que o JavaScript terá de estar activado para que possa visualizar o endereço de e-mail
©2012 STAL, todos os direitos reservados.