Centenário do nascimento de Álvaro Cunhal PDF Imprimir e-mail
08-Nov-2013
centenarioalvarocunhal_net.jpg

COMEMORAR EM LUTA

Álvaro Cunhal nasceu em 10 de Novembro de 1913, faz precisamente cem anos no próximo domingo. Figura central na história do século XX português e com grande projecção internacional, o centenário do seu nascimento tem sido assinalado por todo o País com várias iniciativas sobre a sua vida, pensamento e luta.

As iniciativas realizadas em torno da organização e da luta dos trabalhadores vieram relembrar e confirmar o contributo decisivo que Álvaro Cunhal deu para a unidade do movimento operário e sindical.

Partindo da observação da realidade, teorizou sobre a frente única da classe operária, considerando que a unidade dos trabalhadores, da mesma forma que na luta reivindicativa nas empresas e locais de trabalho, se podia também operar na luta sindical à escala nacional.

A extraordinária visão de Álvaro Cunhal antecipou o que viria a ser a estrutura orgânica da actual CGTP-IN. 

No quadro da concretização daquela orientação, defendeu a constituição de comissões de unidade nas fábricas, antecessoras das actuais comissões de trabalhadores, a necessidade de se avançar com formas organização regionais, embrião das actuais uniões distritais, e a realização de conferências sindicais, visando a constituição de um forte movimento sindical unificado à escala nacional e a edificação em Portugal de uma verdadeira central sindical.

Álvaro Cunhal defendeu sempre que o conteúdo fundamental da liberdade sindical é a liberdade de os trabalhadores decidirem livremente, com completa independência, da direcção, orientação e gestão dos sindicatos.

Como também defendeu, a natureza de classe, a autonomia, a unidade e a democracia interna são aspectos fundamentais da identidade do movimento sindical, cuja a capacidade, força, iniciativa e criatividade na resposta às novas situações e aos novos problemas dependem do esforço de ligação e participação dos trabalhadores. A realidade comprova que os sindicatos de classe não só continuam a ser necessários, como são hoje mais necessários que nunca – este é o caminho a prosseguir.

Os contributos e ensinamentos de Álvaro Cunhal representam valiosos instrumentos para a luta dos trabalhadores e das suas organizações de classe pelos seus objectivos próprios, e constituem a base da convergência para uma ampla frente social, capaz de romper com a política de direita e construir uma alternativa política patriótica e de esquerda, que valorize o trabalho, promova a efectivação dos direitos sociais e das funções sociais do Estado. 

Continuar a luta com convicção, confiança, empenho e coragem é a forma mais significativa de comemorar o centenário de Álvaro Cunhal. É este o caminho que temos de prosseguir.

 
< Artigo anterior   Artigo seguinte >

131118_campanhacontraprivatizaoresduos-curvas-net_min.jpg
Petição - assinatura em papel
Petição - assinatura online
Cartaz
Carta apelo
- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
2013-07-03_40h_nao_stal2.png
emprego.jpg
cartazaguadetodos2013net.jpg
com10-altleglaboral.jpg
logosegurosaude.png

Newsletter

Jornal do STAL

capa107.jpg

  visualize aqui

 

entidades.png
SEDE NACIONAL
Lisboa

Rua D. Luís I, 20 F
Tel: 210958400 | Fax: 210958469
Este endereço de e-mail está protegido contra spam bots, pelo que o JavaScript terá de estar activado para que possa visualizar o endereço de e-mail
©2012 STAL, todos os direitos reservados.