Transportes públicos de Aveiro em saldo? PDF Imprimir e-mail
19-Jul-2010

CÂMARA APROVA CONCURSO DE CONCESSÃO COM REDUÇÃO DE UM MILHÃO DE EUROS

O STAL teve conhecimento que a Câmara Municipal de Aveiro aprovou ontem o caderno de encargos relativo ao concurso de concessão dos transportes rodoviários (Movebus/MoveAveiro), reduzindo o valor das contrapartidas financeiras em um milhão de euros.
 

O sindicato entende que esta concessão, a que a autarquia pretende juntar no futuro a entrega a privados dos parquímetros, dos transportes fluviais e das bugas, constitui um atentado ao património do município e um grave retrocesso na prestação dos serviços públicos de mobilidade aos aveirenses.
 
Em plenário também ontem realizado, os trabalhadores da MoveAveiro manifestaram a firme oposição a este processo e estão disponíveis para combater o que entendem tratar-se de uma efectiva privatização dos serviços, incluindo a possibilidade do recurso à greve.
 
O STAL, que tem vindo a reunir com os partidos políticos com representação na Assembleia Municipal de Aveiro e tinha já enviado à autarquia parecer sobre o caderno de encargos, no qual incluía um conjunto de questões relacionadas com os direitos dos trabalhadores, condena o facto da Autarquia ter aprovado o documento sem que tenha sido sequer discutido com o sindicato a sua posição.
 
Por outro lado, o sindicato considera que a redução em um milhão de euros no valor das contrapartidas a pagar pelo futuro concessionário, passando de quatro milhões para três, comprova a tese de que a MoveAveiro e particularmente os transportes públicos, mesmo que vendidos a preço de saldo, estão a ser utilizados como efectiva tábua de salvação para os problemas financeiros da autarquia, num processo de total irresponsabilidade que lesa gravemente os interesses do município, dos Aveirenses em geral e dos utentes dos transportes públicos em particular.
 
De acordo com a disponibilidade manifestada pelos trabalhadores da Moveaveiro, o STAL reafirma a intenção de combater por todos os meios este processo de concessão e considera que ainda é possível à autarquia encontrar soluções alternativas para a manutenção dos transportes públicos aveirenses numa lógica de gestão integralmente pública, o que pode inclusive passar pela sua municipalização, ao mesmo tempo que não pode deixar de condenar o total abandono a que têm estado votados, quer pela não assunção por parte da Câmara Municipal das responsabilidades para com a Moveaveiro, quer pela notória incapacidade de gestão que se verifica naquela empresa.
 
< Artigo anterior   Artigo seguinte >

SEDE NACIONAL
Lisboa

Rua D. Luís I, 20 F
Tel: 210958400 | Fax: 210958469
Este endereço de e-mail está protegido contra spam bots, pelo que o JavaScript terá de estar activado para que possa visualizar o endereço de e-mail
©2012 STAL, todos os direitos reservados.