STAL não enviou pré-aviso de greve para 6 de Maio PDF Imprimir e-mail
28-Abr-2011

GREVE DO SINDICATO DA FUNÇÃO PÚBLICA

A Direcção Nacional do STAL clarifica que não foi enviado por este sindicato qualquer pré-aviso de Greve para o dia 6 de Maio, que foi convocada pela Federação de Sindicatos da Função particularmente para os trabalhadores da Administração Central.

A confusão deve-se a várias notícias difundidas pela comunicação social, que se referem erradamente a esta greve como «greve geral da função pública», bem como a uma nota de imprensa difundida pela Frente Comum de Sindicatos da Administração Pública, que o STAL integra, na qual são anunciadas várias acções de luta, incluindo a referida greve convocada pela FNSFP (Federação Nacional dos Sindicatos da Função Pública) para 6 de Maio.

Não estando em causa os objectivos da referida greve, nem a sua realização para o universo de quem a convoca (Administração Central) e com a qual o STAL se solidariza, desejando que tenha os melhores êxitos foi opinião maioritária dos membros da Direcção Nacional do Sindicato que embora a conjuntura política e económica do País justifique a intensificação do combate dos trabalhadores, o momento escolhido não é o mais adequado para a realização da greve, seja pela indecisão política que se vive, seja pelo envolvimento na greve dos trabalhadores na sua mais importante forma de luta, seja pelo quadro de exigência que hoje se coloca à sociedade e sobretudo aos partidos do chamado «arco de direita», envolvendo o governo, PS, PSD e CDS.

A Direcção Nacional do STAL salienta que ainda assim o Sindicato manteve sempre em cima da mesa a possibilidade de concertar com os restantes sindicatos da Frente Comum a acção reivindicativa a levar a cabo, não excluindo de todo o recurso à greve. No entanto nem todas as estruturas da Frente Comum estiveram de acordo com a realização da greve no dia 6, que acabou por ser decidida e anunciada pela FNSFP para a Administração Central, como de resto se pode ler na nota de imprensa difundida pela Frente Comum.  

O STAL informa assim todos os dirigentes, delegados sindicais e trabalhadores da Administração Local e Regional, sector empresarial da administração local, empresas privadas que operam no sector, bombeiros profissionais e trabalhadores das associações humanitárias, bem como o restante universo de trabalhadores representados por este Sindicato, que não emitiu aviso-prévio de greve para o dia 6 de Maio.

Mais se informa que se encontra em discussão no movimento sindical a realização de uma luta convergente que incluirá aviso-prévio de greve ainda em Maio

O STAL não pode no entanto deixar de estar solidário com os objectivos desta greve convocada pela FNSFP – destinada, repete-se, sobretudo ao universo dos trabalhadores representados pela FNSFP, particularmente da Administração Central – e reitera o seu firme empenhamento na luta por soluções justas e realistas para os problemas económicos do País.

A Direcção Nacional do Sindicato considera ainda que as eleições legislativas não podem deixar de constituir terreno de combate para os trabalhadores, que no dia 5 de Junho vão transformar o voto em arma e condenar aqueles que hoje se preparam para negociar com a União Europeia e o FMI – particularmente a retirada de mais direitos, uma maior degradação dos salários e o aumento das privatizações, ao mesmo tempo que continua a enriquecer os poderosos e o FMI, destacando-se nestes naturalmente, PS, o PSD e o CDS.
 
< Artigo anterior   Artigo seguinte >

SEDE NACIONAL
Lisboa

Rua D. Luís I, 20 F
Tel: 210958400 | Fax: 210958469
Este endereço de e-mail está protegido contra spam bots, pelo que o JavaScript terá de estar activado para que possa visualizar o endereço de e-mail
©2012 STAL, todos os direitos reservados.