Relações com Cuba PDF Imprimir e-mail
30-Jan-2012

STAL REÚNE COM CENTRAL DOS TRABALHADORES

Image Uma delegação do STAL encontrou-se hoje, 30 de Janeiro, com duas representantes da Central dos Trabalhadores de Cuba (CTC) que se deslocaram a Portugal para participar no XII Congresso da CGTP-IN. As representantes CTC -  Milagro de la Caridad Pérez Caballero, do Secretariado Nacional, e Mercedes Lugo Bertot, do Departamento de Relações Internacionais – retrataram a realidade social, política e económica cubana, particularmente tendo em conta o bloqueio que os Estados Unidos da América movem há décadas contra aquele país, os impactos da crise económica mundial e as reformas que têm vindo a ser implementadas no mundo laboral.

Actualmente Cuba leva a cabo um arrojado programa de reestruturação económica do País, que implica a passagem de diversas áreas produtivas e de serviços para o sector cooperativo ou mesmo de iniciativa privada, o que implicará, até 2016, a transição de cerca de um milhão de trabalhadores actualmente ao serviço do Estado.

As representantes da Central tiveram oportunidade de explicar que, contrariamente ao que diversos órgãos de comunicação social têm vindo a propalar, não estão a ser preparados quaisquer despedimentos destes trabalhadores mas sim a sua transição para a nova realidade, transição que foi amplamente discutida nos locais de trabalho e está a ser acompanhada cautelosamente pelo movimento sindical.

De resto, em todas as reformas que estão a ser levadas a cabo o governo cubano afirma a intenção de zelar pela equidade dos salários no país, bem como de manter os princípios fundamentais da revolução socialista já com mais de cinquenta anos, particularmente a gratuitidade da saúde, da educação e da segurança social.

Milagro Pérez e Mercedes Lugo reafirmam de resto a confiança no desenvolvimento do país e da construção do socialismo, confiança que não se ancora apenas no plano ideológico mas também nos resultados sociais e económicos que têm vindo a ser alcançados em Cuba. Apesar do bloqueio e dos efeitos da crise mundial o crescimento é uma realidade, a esperança de vida situa-se nos setenta e sete anos e a mortalidade infantil em 4,9 por cento, número que se situa bem abaixo da maioria dos chamados países desenvolvidos.

O presidente do STAL aproveitou para manifestar a solidariedade da Direcção Nacional do sindicato para com a revolução cubana e os seus trabalhadores, tendo ficado acordado o aprofundamento de relações bilaterais com o movimento sindical daquele país, particularmente o sindicato da Administração Pública (SNTAP) que de resto se mantém desde há largos anos.
 
< Artigo anterior   Artigo seguinte >

SEDE NACIONAL
Lisboa

Rua D. Luís I, 20 F
Tel: 210958400 | Fax: 210958469
Este endereço de e-mail está protegido contra spam bots, pelo que o JavaScript terá de estar activado para que possa visualizar o endereço de e-mail
©2012 STAL, todos os direitos reservados.