Trabalhadores recusam ordens ilegais da GNR, na Greve Geral
28-Jun-2013

RECOLHA DE RESÍDUOS SÓLIDOS URBANOS DE LOULÉ

gnr.jpgO STAL saúda a atitude corajosa e plena de consciência cívica dos trabalhadores da Recolha de RSU da Câmara Municipal de Loulé que, perante as ordens ilegais da GNR nos estaleiros municipais para irem trabalhar na noite da Greve Geral, se recusaram a furar a greve, arrumando os carros da recolha e aderindo à Greve Geral.

Este sindicato já apresentou um protesto formal contra a atitude prepotente e autoritária dos elementos da GNR que compareceram no local, indigna de elementos de uma força de segurança cuja missão é garantir a legalidade democrática e não descansará até sejam extraídas todas as consequências desta vergonhosa actuação.

Ver protesto do STAL