Concentração contra a ocupação no Iraque
03-Mar-2005


  19 MARÇO, LARGO CAMÕES

Assinalando a passagem do segundo ano sobre a criminosa invasão do Iraque pelos EUA e seus aliados, um conjunto de organizações, sob a égide do Conselho Português para a Paz e Cooperação, nas quais o STAL se integra, convocam para o próximo dia 19 de Março, em Lisboa, uma concentração contra a ocupação e pela paz na Região.

 

No dia 20 de Março ocorrem dois anos sobre a ignóbil invasão e ocupação do Iraque, em 20 de Março, aliados mais fiéis e o apoio de outros, entre os quais o governo português presidido por Durão Barroso.

Mas esta foi também a guerra que mesmo antes de ser declarada, mereceu o mais veemente repúdio em manifestações que congregaram dezenas de milhões de cidadãos de todo o mundo e em que o povo português participou activamente.
Os pretextos utilizados não passaram de um imenso embuste!

A situação é hoje muito mais grave:

O Iraque está a ferro e fogo, os direitos humanos são sistematicamente violados, a paz e a segurança mundiais estão muito mais fragilizadas, como o demonstram as ameaças dos Estados Unidos à Síria e ao Irão.

A paz e a democracia no Iraque só poderão ser alcançadas com a retirada das forças ocupantes e com a devolução efectiva da soberania ao povo iraquiano. Saudamos e apoiamos a resistência deste povo.

Portugal participou na ocupação através de um contingente da GNR. Hoje é necessário afastar definitivamente qualquer outro envolvimento sendo de exigir o regresso de todos os militares.

A Comissão Promotora, reunida em 25 de Fevereiro de 2005, apela à participação dos cidadãos portugueses na Concentração a realizar no dia 19 de Março pelas 15:30h, no Largo Camões, em Lisboa.

Organizações participantes

Integram a Comissão Promotora da Concentração as seguintes organizações:

Almada pela Paz; Associação Intervenção Democrática; ATTAC; Audiência Portuguesa do Tribunal Mundial sobre o Iraque; CGTP-IN; Conselho Português para a Paz e Cooperação; Juventude Comunista Portuguesa; Olho Vivo; Partido Comunista Português; Sindicato dos Trabalhadores da Função Pública; SINQUIFA – Sindicato dos Químicos; STAL – Sindicato dos Trabalhadores da Administração Local ; STEFFA’S – Sindicato dos Trabalhadores das Forças Armadas; União de Sindicatos de Lisboa; Voz do Operário.