Trabalhadores resistem às ameaças da GNR
10-Ago-2010

GREVE DOS TRABALHADORES DA RESIESTRELA

A GNR tentou hoje forçar a entrada de um camião nas instalações da Resiestrela para descarregar o lixo, ameaçando os trabalhadores em greve que ali se concentravam com processos caso se opusessem à entrada da referida viatura.


Apesar da acção intimidatória da GNR, os trabalhadores da Resiestrela resistiram, acabando por impedir o camião de entrar nas instalações.

O STAL considera completamente desproporcionada e ilegal esta acção da GNR e profundamente atentatória do exercício legítimo do direito à greve.

O STAL considera que nada justifica esta intervenção e lembra que os serviços mínimos estão assegurados cabendo aos trabalhadores assegurar as entradas e saídas dos portões da empresa o que fizeram com sentido de responsabilidade desde o primeiro dia.

Sabendo que têm razão, os trabalhadores da Resiestrela não se deixam intimidar e continuarão a lutar pelos seus direitos!

O STAL sublinha e saúda uma vez mais o sentido de responsabilidade e a solidariedade demonstrada pela generalidade dos trabalhadores das autarquias afectos à recolha de lixo e pelas populações abrangidas por estes serviços.