Elevada adesão na Administração Local
29-Nov-2007

GREVE DA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA

O início da Greve Geral da Administração Pública regista uma elevada adesão na Administração Local, particularmente nos sectores da recolha de resíduos sólidos e transportes municipais.

A maioria das cidades do país não terá esta noite recolha de lixo e limpeza das ruas. Nas primeiras horas da greve registam-se adesões de 100% ou muito próximo disso nos concelhos de Almada, Moita, Seixal, Amadora, Arraiolos, Barreiro, Braga, Coimbra, Évora, Funchal, Loures, Montemor-o-Novo, Mora, Mourão, Ponta Delgada, Sintra, Setúbal, Vendas Novas.

Também os transportes urbanos municipais serão fortemente afectados pela paralisação dos trabalhadores durante a madrugada, registando-se desde já a adesão de 100% no sector da manutenção dos Transportes Urbanos de Braga.

O STAL, que na preparação da greve realizou centenas de plenários de trabalhadores em todo o País, espera uma forte adesão na generalidade das autarquias, empresas municipais ou privadas que operam no sector, bem como nos bombeiros profissionais e trabalhadores das associações humanitárias de bombeiros voluntários.

Recolha de lixo, limpeza de ruas, abastecimento de água, saneamento, cemitérios, jardins, escolas e centros de infância, atendimento do público nas câmaras e juntas de freguesia serão os principais serviços afectados.

O descontentamento face à política do governo de degradação dos salários e retirada de direitos é crescente no seio dos trabalhadores, pelo que o Sindicato pode já afirmar que as expectativas de adesão à greve no sector são de sentido crescente, nomeadamente em sectores e grupos profissionais onde esta costuma ser de menor dimensão.


Artigos relacionados:
  Adesão à greve acima dos 90%
  Administração Local paralisada com adesão acima dos 90%