Início da manhã indicia poderosa adesão
22-Mar-2012

GREVE GERAL NA ADMINISTRAÇÃO LOCAL

Os dados registados na maioria das autarquias e sector empresarial local indiciam uma poderosa adesão à greve geral, particularmente na recolha de lixo, varredura, aterros sanitários, transportes urbanos municipais e sectores operário e auxiliar. Em Oeiras a PSP voltou a agir de forma repressiva contra o Piquete de Greve, intimidando e forçando a saída de viaturas.

Na recolha de lixo e varredura a maioria dos concelhos regista adesões de 100 por cento ou muito significativas nos turnos nocturno e diurno, designadamente em Beja, Serpa, Braga, V. Nova Famalicão, Alandroal, Arraiolos, Borba, Évora, Montemor-o-Novo, Mora, Redondo, Vendas Novas, Guarda, Amadora, Loures, Oeiras, Sintra, V. Franca de Xira, Funchal, Avis, Campo Maior, Crato, Fronteira, Nisa, Matosinhos, Alcácer do Sal, Alcochete, Almada, Barreiro, Grândola, Moita, Seixal, Setúbal e Viana do Castelo.

Os transportes Urbanos Municipais do Barreiro, Portalegre e Aveiro (Moveaveiro) registam também uma paralisação de 100%, em Coimbra a adesão é de 65 por cento.

De uma forma genérica nos sectores operário e auxiliar verificam-se adesões de 100 por cento ou muito próximas, perspectivando-se que a greve se faça sentir também fortemente em muitas escolas, jardins-de-infância e creches, cemitérios, bombeiros, serviços de atendimento, sectores técnicos e administrativos, transportes escolares, piscinas, complexos desportivos e museus.

As freguesias deverão ser fortemente afectadas, onde às razões gerais dos trabalhadores se junta o protesto contra o projecto governamental de reforma territorial, que prevê o encerramento de mil e quinhentas freguesias.

icon 22-03-2012 - Greve Geral - Dados de adesão - 10h30 (51.71 kB)