Governo quer aplicar negócio com a UGT na Administração Pública
16-Fev-2012

AUMENTA O ATAQUE AOS TRABALHADORES

O Governo apresentou à Frente Comum um pacote de medidas legislativas que visam basicamente impor a adaptabilidade e o banco de horas, destruir o descanso compensatório, impor a mobilidade total e atacar os feriados, as férias, o trabalho extraordinário e as carreiras.

A Frente Comum de Sindicatos da Administração Pública repudiou já estas intenções e convocou para o período de 27 de Fevereiro a 5 de Março uma Semana Nacional de Luta.

icon 15-02-2012_Nota de Imprensa - Coord FC - Não aceitamos imposição do ACS.pdf (138.08 kB)