Trabalhadores repudiam pressões da IGAL
02-Mar-2012

OPÇÃO GESTIONÁRIA EM SETÚBAL


Em plenário realizado ontem, 1 de Março, os trabalhadores da Câmara Municipal de Setúbal repudiaram as pressões da IGAL sobre a autarquia e apelam a Maria das Dores Meira, presidente da autarquia, para que não revogue as mudanças de posição remuneratória por opção gestionária ocorridas em 2009 e 2010, dado que uma medida dessa natureza trará «consequências gravíssimas», nomeadamente «na redução drástica dos rendimentos de centenas de trabalhadores» e no agravamento da pobreza «que assola o Concelho de Setúbal e acentua a recessão».

 

 

 No plenário participaram cerca de 500 trabalhadores, que aprovaram uma resolução entretanto entregue a Maria das Dores Meira, após uma manifestação pelas ruas da cidade.

 

icon 01-03-2012 - Plenário trabalhadores CM Setúbal - Resolução aprovada (103.58 kB)

 

 

Ver tudo