STAL exige manutenção do vínculo público e 35 horas de trabalho
03-Jul-2012

ÁGUAS DO SADO PRESSIONA TRABALHADORES

O STAL acusa a empresa Águas do Sado de estar a pressionar os trabalhadores requisitados à Câmara Municipal de Setúbal para que assinem acordos de cedência de interesse público prevendo a suspensão do seu estatuto de origem e a alteração dos horários de trabalho para 40 horas semanais.

Ver notícia