Programa de estágios profissionais precariza emprego e degrada salários
03-Jul-2012

FRENTE COMUM ACUSA

A Frente Comum considera que o Programa de Estágios Profissionais na Administração Administração Pública apresentado pelo Governo tem como objectivos centrais a colocação dos estagiários a efectuar funções de técnicos superiores numa situação de precariedade, cortar um quarto no valor da bolsa de estágio e dificultar o acesso dos trabalhadores aos estágios profissionais.

Em nota de imprensa difundida após uma reunião negocial realizada com o Governo, a Frente Comum considera que se trata de «uma inadmissível degradação das qualificações académicas e profissionais destes trabalhadores» e defende a manutenção do valor da bolsa e da idade de acesso, a garantia de uma taxa de emprego para os estagiários, uma maior aposta na sua formação, a impossibilidade de serem colocados a executar funções em substituição de trabalhadores do respectivo serviço e a criação de compensações para os estagiários colocados em locais distantes da sua residência.

Ver nota de imprensa da Frente Comum

Ver projecto de diploma

Ver projecto de portaria